quarta-feira, 15 de julho de 2009

Vertentes do Rock (2)

Nesta segunda parte sobre as principais vertentes do rock, entramos no campo das bandas “metálicas”, responsáveis por um som mais sombrio, obscuro e agressivo. Geralmente a crítica dos conservadores que condenam o rock recai sobre estas vertentes mais pesadas do estilo, embora esses críticos não saibam distinguir as diferenças. Se as distinguissem, os comentários seriam ao menos respeitáveis. As bandas “metálicas” têm por base o heavy metal. As variações a partir daí ocorrem conforme a velocidade em que a música é executada, a agressividade no vocal e o ritmo de distorção nos instrumentos. O tom “infernal” sugerido pelo estilo vem pelo conteúdo das letras, recheado de referências satânicas, sangrentas e violentas. Bandas como Stryper, Bride, Mortification e Whitecross provaram que é possível suprimir esse tom pejorativo, produzir conteúdo evangelístico e manter-se musicalmente fiel à batida exigida do metal.

Heavy Metal
É a denominação utilizada para caracterizar um estilo musical descendente do rock’n’roll que tornou-se muito popular na décadas de 70 e 80. O comportamento tipicamente revoltado e contra a sociedade aparecia nas letras agressivas, nos cabelos compridos e nas roupas adotadas pelos grupos desse estilo. Musicalmente, os grupos de heavy metal normalmente fazem canções com batidas rápidas e instrumentos distorcidos (guitarras e baixo) acompanhados por vocais gritados e solos intermináveis. A distorção da guitarra, que ganhou um som metálico e muitos decibéis acima do normal, rendeu ao estilo sua denominação, tornando-o especialmente famoso dentre os jovens mais agitados. Apesar de 1970 ser considerado o ano do surgimento do estilo, muito antes disso, músicos como Jimi Hendrix, Eric Clapton e bandas como o The Who já davam seus primeiros passos em direção ao heavy metal, mesmo nunca tendo feito parte integral dele. O conjunto inglês Black Sabbath é considerado o precursor do estilo. Pouco tempo depois, o ritmo acelerado, o visual exagerado e o virtuosismo apareceriam em bandas como Judas Priest, Deep Purple, Iron Maiden, AC/DC, Metallica, Megadeth, Anthrax, entre muitas outras que vieram com o passar dos anos, deixando sua marca no estilo inventado por Ozzy Osbourne e sua turma.
Dentre os vários caminhos tomados pelo heavy metal desde o primeiro dia de sua existência, a vertente se desmembrou em diversos pedaços. Exatamente pelo fato da música ser o centro da criatividade e vivência de seu criador, alguns grupos incluíram novos instrumentos, novos estilos ou simplesmente adaptaram sua maneira de tocar o heavy metal, para seu próprio prazer. Como aconteceu com o próprio rock anos antes, o heavy metal foi inovado e ganhou novos estilos dentro do seu, que vieram acompanhados por novas denominações, na tentativa de melhor separar ou caracterizar os grupos. Confira a seguir os principais estilos a partir do heavy metal.

Thrash Metal
Guitarras distorcidas, som rápido e pesado, com forte presença e influência do hardcore. Pode-se dizer que o thrash metal é realmente a fusão do heavy metal com o hardcore. As letras baseiam-se em protestos contra governos, políticos, religião, mas também falam de esportes radicais como skate, surf e bike. Esse estilo musical fez a cabeça de muitas bandas punks das antigas e acabou por converter várias delas de punk para thrash metal, por motivos não somente ideológicos mas, sobretudo, comerciais. O thrash teve seu clímax nos anos 80 através de bandas como o Metallica. A diferença em relação ao heavy consiste na velocidade das músicas e na agressividade da voz.

Power Metal
É heavy metal com música clássica. No início da década de 80, começava a surgir nos porões europeus e americanos uma forma mais agressiva e pesada de se fazer heavy metal, mas ainda bastante técnica e preocupada com nuances melódicas. Ainda que esta não seja uma definição totalmente correta, pode-se dizer que o power metal foi a ponte entre as bandas metálicas dos anos 70 e o thrash metal. Os grupos de power metal surgiram e desapareceram num espaço bastante curto de tempo, sendo que alguns também se encaixam sob o rótulo thrash e outros sob o rótulo heavy metal tradicional. Enfim, o que chamamos de power metal é uma música pesada e intensa, mas sem a agressividade e rapidez características do thrash.

Black Metal
As bandas de black metal são categorizadas sob esse nome a partir da temática de suas letras, não de sua música. Sem dúvida, quem deu início ao gênero foi o grupo Venom, quando, em 1982, lançou seu clássico álbum "Black Metal". A partir de então, muitas bandas com o mesmo tipo de proposta lírica, apologética ao satanismo, se formaram. Assim, convencionou-se que qualquer banda de heavy metal que lançasse mão de temáticas satânicas em suas letras seria uma banda de black metal. O black metal seria, portanto, um heavy metal de conteúdo satânico, embora, musicalmente, trata-se de estilos diferentes. As bandas cristãs de heavy metal que, como é evidente, adotam no conteúdo das letras mensagens evangelísticas e de referências bíblicas são conhecidas como de “White Metal”, numa contraposição ao conteúdo satânico do black metal, muito embora o termo “White Metal” não exista como um estilo. A extinta banda catarinense Stauros, de Itajaí, reconhecida no mundo inteiro, foi um exemplo de heavy metalwhite”.

Doom Metal
Descreve uma subdivisão do heavy metal que, em princípio, poderia ser utilizado para descrever bandas tão díspares quanto coincidentes, já que é usado para aquelas que lançam mão de um som sombrio, pesado, lento, melancólico, depressivo, fúnebre e lúgubre. O doom metal atual é mais melancólico, mas não menos pesado, tem influência gótica e temática medieval.

Death Metal
O death metal é descendente direto do thrash metal, sendo, basicamente, o thrash tocado da forma mais rápida e pesada possível. Som altamente distorcido com guitarras mais parecendo motosserras do que instrumentos musicais. Vocais guturais e baterias com batidas tribais, repleto de referências satânicas e apocalípticas nas letras.

Glam Metal
Estilo que tem a ver mais com o figurino das bandas do que com o som produzido por elas. Os integrantes se apresentavam com maquiagens fortes e roupas coloridas produzindo músicas de conteúdo romântico que deslumbravam as garotas dos anos 80. Kiss, no mercado secular, e Stryper, no cristão, são duas boas referências.

Funk Metal
A fusão do heavy metal com o rap e o funk originou o funk metal, cujas principais características eram a utilização de frases faladas e não cantadas, além de batidas tão marcadas quanto às utilizadas pelos grupos de funk e rap. A extinta banda Red Hot Chilli Peppers é um exemplo dessa vertente.

(Com base em informações compiladas)

1 Comentário:

Rafael disse...

Meu Deus... viram essa? Bride estará no Brasil em setembro.

As informações são do Portal Renascer www.portalrenasceremcristo.webnode.com

Com Third Day + Bride assim fica ÓTIMO

Related Posts with Thumbnails
Creative Commons License
O blog Amplificador, de [jb] João Batista, está sob uma licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.
Based on a work at Blog Amplificador.
Permitida a reprodução, total ou parcial, desde que citada a fonte e o autor, exceto para uso com fins comerciais.

Amplificador © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO